segunda-feira, 29 de março de 2010

O Que Se Pensa x O Que Se Faz

Muita gente acha que as peças que são veiculadas são exatamente as mesmas que foram criadas. Na maioria das vezes não é isso o que acontece. Entre a cabeça dos criativos e as páginas de um jornal, revista, folhas de um outdoor ou segundos de uma televisão ou rádio, existem muitas barreiras. Primeiro, a ideia tem que ser aprovada pelo diretor de criação, depois pelo atendimento e ainda tem o anunciante, claro. Enquanto percorre este caminho, a peça sofre muitas alterações e, em alguns casos, o que é veiculado tem pouco ou quase nada daquilo que foi originalmente criado. Abaixo, segue um bom exemplo disso que estou falando. A ideia era homenagear Salvador pelos 461 anos. A primeira peça está do jeito que eu e Edgar Santos, diretor de arte, pensamos. A segunda, que foi veiculada, tem formato diferente, cortes no texto e outra ideia visual.



3 comentários:

blablabla disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
blablabla disse...

Quando sei que vai rolar campanha institucional corro pro seu blog para ler o novo anúncio da Rede Bahia.
Adoro a arte da primeira campanha e adorei o lugar do texto, da segunda campanha adorei a ideia de mostrar esses famosos pontos de Salvador.

Mas focando no olhar do leigo, eu ainda ficaria com o primeiro a estética me faz querer ler.

Demozin.com disse...

Os elementos do primeiro texto ficou mais legal mesmo, prô. Mas eles preferiram o azulpadrãoRedebahia de ser...